Terça-feira, 1 de Agosto de 2006

A tradição já não é o que era... (A história do Chapéu!!!)

 

E pronto, voltou a minha fase de inspiração e com ela a escrita mais frequente deste blog.

Se bem que, aviso já, isto hoje esteja um pouco desconexo e nem eu própria saiba se vai fazer sentido ou não, mas aqui vai.

A dissertação de hoje é sobre chapéus, aquelas coisas redondas que colocamos em cima da cabeça com o propósito de proteger do sol, isto para alguns, porque para outros é só p’ró estilo…

Pois é, eu também tenho um chapéu. Daqueles que uso para me proteger do sol quando está calor e que uso apenas com essa intenção. Mas o facto é que o meu chapéu é original e bastante bonito até. Não, não estejam já a pensar que é mais uma das minhas figurinhas, porque é mentira.

É um chapéu com uma história muito gira por sinal, e que faz publicidade a uma marca de cachaça vulgarmente utilizada para fazer caipirinhas, a famosa “Cachaça 51” (se bem que cachaça Pitú, também seja muito boa e menos conhecida...).

Pois, é um chapéu de palha preto com uma fita vermelha que tem em letras brancas a dita publicidade. E como eu gostei tanto do chapéu, resolvi torná-lo mais funcional e acrescentei-lhe uma presilha, tipo panamá, para não voar com o vento.

É um chapéu que me foi oferecido em Leiria, no Pharmacia Bar, numa noite de Maio, em que fui lá beber uns copos, ou melhor, umas caipirinhas. E nessa noite, estavam a sortear brindes da “Cachaça 51”, e o barman era tão simpático que quando lhe disse que me podia oferecer um brinde mais porreiro, isto porque me tinha calhado uma maraca verde da dita marca, ele resolveu oferecer-me o chapéu.

E é esta a história do meu chapéu, que não tem três bicos, mas é muito giro…

Mas não foi isto que levou à minha dissertação. O que me levou a dissertar sobre chapéus, foi o facto de cada vez que eu saio à rua com o dito cujo, toda a gente fica a olhar. Será que nunca ninguém viu um chapéu? Ou será que ninguém conhece a marca da “Cachaça 51”?

Sinceramente não faço ideia. Mas não acho muito normal, que cada vez que vou na rua de chapéu na cabeça toda a gente pare para olhar. Não é que me sinta mal ao fazer parar o trânsito e despertar alguns olhares curiosos para a minha pessoa, mas tudo por causa de um chapéu? Francamente, não há paciência…

Posto isto, só me apraz dizer “Chapéus há muitos, seu palerma!”.

É que me irrita que um simples chapéu de palha preto provoque um tão grande alarido à volta da minha pessoa. Sinto-me mesmo mal com a situação. É que hoje chegaram ao cúmulo de parar o carro no meio da estrada e olhar para trás, para o meu chapéu. (Suponho que fosse para o chapéu, mas se fosse para a minha pessoa era ainda melhor…). E já fui bombardeada com os comentários maldosos da restante população feminina acerca do meu estilo de chapéu, e pior ainda, houve dois putos que tentaram roubar-me o chapéu hoje numa loja…

Acho que se perdeu um velho hábito de usar chapéu neste país. Antigamente, homens e mulheres usavam os seus chapéus, e no caso feminino, chegava a haver disputas para o chapéu mais vistoso e mais bonito. Os homens usavam porque fazia parte do traje ou porque tentavam esconder as carecas e as mulheres usavam para combinar com a roupa ou para se protegerem do sol. A minha avó usava muitas vezes chapéu quando ia trabalhar para o campo…

Mas actualmente, não se usa. Usam-se bonés para o estilo, chapéus em casamentos e alguns senhores de idade porque é tradição.

Enfim, usar chapéu já não é o que era, a tradição já não é o que era, e tudo isto dá a história do meu chapéu...

 

Sinto-me:
A ouvir: Anouk - Michel

Soprado por: Asa às 01:51
Esta pena | Acrescentar uma pena | Recolher esta pena
|

Simplesmente eu...


Asa

Adicionar como amigo

. 5 seguidores

À procura de ...

 

Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Penas caídas...

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Asas no Mundo...

Locations of visitors to this page

Outras Asas...

SAPO Blogs