Quarta-feira, 17 de Maio de 2006

Mais um ritual que se cumpre...

Todos nós somos seres de rituais. Todos nós gostamos de uma espécie de rotina estranha, uma rotina que podemos designar de boa e como tal em vez de rotina, chamamos-lhe ritual.

Eu tenho um ritual que cumpro escrupulosamente todas as noites em conjunto com o meu vizinho da frente. Vizinho esse que desconheço, do qual não sei o nome e com o qual nunca troquei uma palavra sequer. Mas isso não nos impede de cumprir o nosso ritual.

Todas as noites depois de jantar, eu assomo à janela da minha sala para fumar o meu cigarro digestivo, e todas as noites quando venho à janela para fumar encontro o meu vizinho que vive na vivenda do outro lado da rua a passear na sua varanda. Enquanto eu puxo a nicotina e mais os inúmeros produtos tóxicos e viciantes que compõe o meu tão bem amado cigarro, o meu vizinho anda para trás e para frente na sua varanda a contemplar o céu e as estrelas.

É este o nosso ritual.

Todas as noites enquanto eu fumo, ele passeia na varanda.

Arrisco dizer que ele nunca me terá visto a fumar, mas eu vejo-o todas as noites na sua contemplação. E isso para mim tornou-se um ritual. Se um dia porventura ele não aparece no seu passeio eu fico a pensar que terá acontecido. Será que ficou doente? Já terá passeado mais cedo hoje? Estará muito frio para ele vir cá para fora? A esposa pediu-lhe para lhe fazer companhia? Tem os netos para adormecer? Não sei… Mas entristece-me se ele não cumpre o ritual comigo. Pode parecer uma estupidez, mas enquanto estou sozinha na minha janela a fumar, sinto-me acompanhada por ele. Sei que há mais alguém à mesma hora e no mesmo sítio a fazer o mesmo que eu, a contemplar a vida e o céu, e isso faz-me sentir menos só.

E hoje levou-me a pensar que todos nós cumprimos alguns rituais escrupulosamente no mesmo dia, ou à mesma hora. Por exemplo, todas as pessoas festejam o seu aniversário no dia em que nasceram. Os namorados festejam os aniversários de namoro e os casados de casamento. A maioria das mulheres toma a pílula à mesma hora do dia. Eu e a minha mãe falamos ao telemóvel todos os dias, enquanto que com o meu pai é dia sim, dia não. A minha família reúne-se aos Domingos para almoçar junta. Tantos e tantos rituais que fazemos questão de cumprir…

Porquê? Porque será que aquilo que gostamos chamamos ritual e aquilo que nos aborrece designamos de rotina? Não será exactamente a mesma coisa? A mim parece-me que a única diferença reside no facto de gostarmos ou não de fazer a mesma coisa, no mesmo dia ou na mesma hora. São os sentimentos e as emoções que mudam, a rotina é igual.

É como o facto de eu actualizar o blog à noite. É um ritual para mim escrever à noite, depois de jantar e antes de adormecer. Podia ser uma rotina, mas como é algo que me dá imenso prazer fazer, tornou-se num ritual.

Apenas a designação é diferente e por isso o meu conselho é (bem, isto é inédito! Eu a dar conselhos e ainda por cima no blog é mesmo algo digno de registo!) que transformem as vossas rotinas em rituais. Não precisam de mudar nada, excepto os sentimentos. Façam das vossas rotinas algo agradável que vos proporcione prazer, que vos permita ser um pouco mais felizes. E se não conseguirem, então mudem. Quebrem as rotinas, cortem os laços que vos prendem (isto lembra-me a música dos Toranja, cujo concerto fui ver na 5ª feira. A propósito, amei…) e cortem as amarras que vos aprisionam.

Não invistam o vosso tempo e a vossa energia a fazer algo que não gostam. Mudem, virem, sigam outro rumo, procurem um novo caminho. Só assim a vida vale a pena e só assim conseguiremos ser verdadeiramente felizes e realizarmo-nos como pessoas e como seres humanos.

Sinto-me:
A ouvir: Texas - Say what you want

Soprado por: Asa às 10:36
Esta pena | Acrescentar uma pena | Recolher esta pena
|

Simplesmente eu...


Asa

Adicionar como amigo

. 5 seguidores

À procura de ...

 

Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Penas caídas...

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Asas no Mundo...

Locations of visitors to this page

Outras Asas...

SAPO Blogs